SM

Literacia em Saúde Mental

Então o que é a Literacia?

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), a Literacia em Saúde pode ser definida como:

“Qualquer iniciativa desenhada para ajudar os indivíduos e as comunidades a melhorar a sua saúde, aumentando os seus conhecimentos e influenciando as suas atitudes.”

 

A Literacia em Saúde é aplicada, desde há vários anos, em doenças crónicas como a diabetes mellitus, asma ou hipertensão, tendo demonstrado eficácia na diminuição da intensidade, frequência e impacto das crises, melhorando substancialmente a qualidade de vida do doente e da sua família.

 

Na área da Saúde Mental, a Literacia pretende capacitar a pessoa que vive com uma perturbação mental em temas que sirvam os objetivos do seu tratamento e reabilitação. É fundamental a pessoa compreender e reconhecer precocemente os sintomas da sua doença,  pensar em estratégias para controlar uma crise, conhecer os tratamentos disponíveis e saber como pedir ajuda. Uma pessoa bem informada toma melhores decisões!

Além disso, a divulgação de matérias relacionadas com a Saúde Mental é uma das formas mais eficazes de combate ao estigma e aos preconceitos, que estão frequentemente associados às perturbações mentais.

 

 

Assim, a Literacia em Saúde Mental tem como objetivos:

- Fornecer informação clara e fidedigna sobre diferentes aspetos relacionados com a Saúde Mental,

- Divulgar e promover estilos de vida saudáveis,

- Esclarecer sinais e sintomas da doença mental, facilitar o seu reconhecimento e a procura atempada de cuidados adequados,

- Enriquecer a discussão do projeto terapêutico e promover a sua adesão,

- Garantir uma melhor utilização dos serviços de saúde,

- Promover uma melhor tomada de decisões em relação aos tratamentos disponíveis,

- Combater o estigma e a exclusão social,

- Desconstruir mitos e preconceitos sobre a doença mental e promover uma melhor compreensão e aceitação destas situações,

- Promover o envolvimento da população em geral na tomada de decisões em matérias relacionadas com a Saúde Mental,

- Construir um diálogo sobre a saúde e doença mental, incentivando a participação da população em geral.

 

 

“Quem não sabe o que busca, não identifica o que acha.”

Immanuel Kant

 

 

 

 

PROGRAMA NACIONAL DE SAÚDE MENTAL 2017

O Programa Nacional para a Saúde Mental 2017 é um documento elaborado pela Direção Geral de Saúde que estabelece um ponto de situação relativamente à Saúde Mental em Portugal.

A literacia em saúde mental assume-se como um ponto fundamental, destacando-se os seguintes objetivos até 2020:

- Desenvolver ações de prevenção da doença mental, de promoção da saúde mental e combate ao estigma, na população adulta e na infância e adolescência;

- Realizar ações de sensibilização, informação e de formação, dirigidas à população em geral, profissionais envolvidos, utentes e famílias;

 

Estes objetivos estão também de acordo com planos mundiais e europeus em saúde mental, nomeadamente o Plano de Ação de Saúde Mental 2013-2020 da Organização Mundial de Saúde e as Linhas de Ação Estratégica para a Saúde Mental e o Bem-Estar na Europa.

 

 

O conhecimento é um bem partilhado, que deve ser disponibilizado para usufruto de todos nós!

 

Pic1

Quando falamos em saúde ou doença mental, existe muita confusão e mal-entendidos!

 

É frequente ouvirmos ideias preconcebidas sobre como são as pessoas que sofrem de perturbações mentais, sobre os tratamentos e sobre o impacto que estas situações clinicas tem na vida das pessoas.

Esta opinião geral negativa sobre as perturbações mentais deve-se, fundamentalmente, à pouca informação disponível sobre estes temas.

 

 

A Literacia em Saúde Mental é uma necessidade do mundo de hoje!